• Diário Macabro

Os melhores filmes inspirados em H.P Lovecraft

Howard Phillips Lovecraft é um nome que não é estranho para nenhum de nós, fãs de terror. No dia 20 de agosto completaram 130 anos do nascimento do autor. Enquanto ainda esperamos as eras estranhas chegarem para a morte morrer, nós nos deliciamos (ou passamos raiva) com todo o tipo de adaptação de Lovecraft para diversas mídias. Hoje, trazemos para vocês cinco excelentes adaptações para a tela das histórias do autor.

1 – Galeria do Terror: O modelo de Pickman (1972)


Eu sou um cara simples: eu vejo o Rod Serling e vou logo recomendando. “Galeria do Terror” é o primo macabro de “Além da Imaginação” (1960), com as mesmas belíssimas introduções e fechamentos narrados pela voz perfeita de Serling. “O Modelo de Pickman” é uma obra prima televisiva, dando o tom de ameaça certo que perpassa o conto de Lovecraft, com o medo de criaturas que espreitam na noite. Como é para uma série, a adaptação possui apenas 50 minutos, mas já são o suficiente para entregar a mensagem bizarra do conto. Além de “O Modelo de Pickman”, a série também adapta “Ar Frio”, mas com muito mais liberdade criativa.

2 – O chamado de Cthulhu (2005)


Como seria um filme sobre este conto se ele fosse lançado na época em que se passa? Sua resposta está nessa incrível adaptação de 2005, produzida pela Sociedade Histórica H.P Lovecraft. Esta é uma película muda e em preto e branco, com efeitos especiais que lembram muito os efeitos de filmes da época, como “King Kong”. O amor e atenção colocados aqui fazem valer cada um dos 47 minutos. O elenco é expressivo e a trilha sonora é grandiosa. Um curta fiel ao material de origem, entregando o que se propõe de forma esplendorosa. Vale a pena!

3 – Sussurros na escuridão (2011)



É praticamente uma obrigação assistir a este filme, de tão bom que ele é. Idealizado pelas mesmas mentes por trás de “O Chamado de Cthulhu” de 2005, essa também é uma adaptação em preto e branco, mas não é muda. Mesmo com o orçamento restrito, é, para mim, o melhor filme desta lista. O mistério dos Mi-Go cai como uma luva na sobriedade da falta de cores, criando uma atmosfera super sinistra. Com 103 minutos, a história se estende para além do final do conto original, mas não deixa nada a desejar! Um grande filme!

4 – Renascido das trevas (1991)


“O Caso de Charles Dexter Ward” foi a primeira coisa que li de Lovecraft, e é um dos trabalhos mais longos do artista. Lembro, com lividez, dos arrepios com as descrições do laboratório subterrâneo e das bizarrices encontradas lá. Este filme pega a história e joga para a década de 90, tomando algumas liberdades, mas é capaz de manter toda a estranheza do livro de origem. Ele é bem característico de sua época, o que lhe dá um certo charme ao ser assistido hoje. Existe uma versão do diretor, com alguns extras, mas a versão comum já é assustadora o suficiente. Grande trabalho de maquiagem e ambientação.

5 – A Cor que caiu do espaço (2020)


Você leu minha minibiografia? Então já esperava que este filme fosse aparecer na lista. Antes de mais nada, temos uma adaptação excelente, com algumas divergências que não machucam ninguém. A fotografia do filme é de encher os olhos, mesmo quando é dada uma cor à “cor”. E vamos ser sinceros aqui: quem melhor para interpretar alguém ficando louco do que Nicolas Cage? Gosto de brincar que este é um filme sobre uma entidade alienígena que transforma gradativamente um fazendeiro em Nicolas Cage. Sério, o filme é muito delicioso de ser assistido. Vá de mente e coração abertos, e se surpreenda!





70 visualizações1 comentário

©2020 by Editora Diário Macabro.