• Diário Macabro

AUTORES QUE PRECISAM URGENTEMENTE DE UMA PUBLICAÇÃO NO BRASIL

A minha lista de leitura cresceu bastante nos últimos tempos. Isso se deve ao fato de eu ter me interessado bastante por histórias de ficção científica. Assim sendo, de um ano pra cá, acabei vendo listinhas de Top 10 do YouTube, vencedores dos prêmios Hugo, Nebula, Bram Stoker, tudo por referência, assim ramificando os meus interesses a partir do que eu lesse e achasse de fato interessante. No entanto, tem alguns caras nessas listas que têm ou tiveram pouca tradução no Brasil, se é que tiveram. Portanto, vim cá tentar fazer alguma justiça quanto à cultura (eu adoro esse bordão clichê).


Como não seria de se estranhar — já que eu sou o maior panfleteiro do cara que eu mesmo conheço —, Harlan Ellison surge nesta lista. Martelo na ideia de que todos que acessam o blog da Diário Macabro devam tentar ter contato com esse magnífico autor. Ele é uma das minhas maiores e melhores descobertas do ano. “Não tenho boca e preciso gritar” é o texto que eu elevo ao nível de melhor conto que já li na minha vida. Não estou nem brincando. Daria um braço pra ver Harlan Ellison traduzido para o português brasileiro. Daria o outro braço pra estar envolvido num projeto dele. Já fiz um post sobre o Ellison aqui no blog, caso você, leitor ou leitora, queira conferir [inserir link para o post].


Continuando com a lista, cito o autor George R. Stewart, mente por trás de um dos mais emblemáticos pós-apocalipses da literatura. Estou falando de Só a Terra permanece, ou no inglês: Earth Abides, título que eu acho muito mais maneiro.

— Bom, Diego, o que tem de tão legal nessa história?

O maneiro dela é que é uma trama que questiona muito a natureza dos seres humanos, a nossa existência como um todo. Os humanos podem ser varridos, mas a Terra permanece. Não é como a maioria dos apocalipses que vemos, com conflitos e morte; é como se o livro inteiro fosse uma epifania, um descobrimento de que a natureza, na verdade, é o que importa e sempre importou. E estava ali o tempo inteiro. Sempre esteve. Sempre estará. É poético.

Outro cara que eu adoraria ver mais no Brasil, apesar de ter um conto ou outro perdido por aí, é o autor

John Wyndham. Eu mesmo tenho um livrinho que contém uma história dele, mas tenho interesse nos romances. Cito um muito interessante, com um plot que eu gostaria de ter escrito, The Midwich Cuckos, que teve adaptação para cinema por John Carpenter. O título do filme em português é “A cidade dos amaldiçoados”. E a história é bem simples, mas muito legal: as mulheres de um pequeno vilarejo inglês começam a engravidar de alienígenas. E eu nem gosto de alienígenas (sarcasmo)...




Essa foi a minha pequena lista, pessoal, de livros e autores que eu gostaria de ver publicados no Brasil. E na opinião de vocês, quem deveria ser publicado?

Deixem nos comentários!

Abraços!



83 visualizações

©2020 by Editora Diário Macabro.